Um empate sem gols muitas vezes indica um jogo ruim. Não foi o caso do resultado de Vasco x Atlético-PR, neste sábado à noite, em São Januário. Os dois times criaram várias situações e os goleiros tiveram bastante trabalho. O Atlético chegou a 12 partidas de invencibilidade, ganhou um ponto fora de casa, mas perdeu duas posições na rodada, embora ainda se mantenha no G4, agora em quarto lugar.

O Atlético está empatado em total de pontos com o Grêmio. Mas na classificação fica atrás do time gaúcho, que tem uma vitória a mais. E também vê a sua frente o Botafogo, que derrotou o Criciúma.

O time paranaense entrou em campo com um sério desfalque: o zagueiro Manoel ficou fora devido a uma virose. Logo no primeiro tempo, o outro zagueiro titular, Luiz Alberto, deixou o campo contundido.

Quem esperava um Atlético mais cauteloso por jogar em São Januário deve ter se surpreendido. O time partiu para cima do Vasco e teve duas chances em menos de cinco minutos. Aos poucos, o dono da casa, comandado por Juninho, começou a mostrar mais aplicação e equilibrou o jogo.

Juninho, Willie e André desperdiçaram boas oportunidades. No Atlético, Ederson esteve por fazer o gol da vitória em pelo menos três situações. As equipes buscaram o ataque o tempo todo. No final, Marcelo se antecipou e `pegou’ uma sobra na entrada da área. A bola saiu rente à trave do goleiro Diogo Silva.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 0 X 0 ATLÉTICO-PR

VASCO – Diogo Silva; Fagner, Jomar, Cris e Henrique; Baiano, Pedro Ken (Dakson), Marlone e Juninho; Willie (Montoya) e André (Tenório). Técnico – Dorival Júnior.

ATLÉTICO-PR – Weverton; Léo, Dráusio, Luiz Alberto (Jonas) e Zezinho; Bruno Silva, Jão Paulo, Everton e Paulo Baier (Dellatorre); Marcelo (Deivid) e Ederson. Técnico – Vagner Mancini.

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

CARTÕES AMARELOS – Baiano, Willie, Juninho, Dráusio e Bruno Silva.

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio de São Januário, no Rio.