Levir, time harmonioso.

O Atlético terminou ontem a intertemporada em Águas de Lindóia/SP e põe em prática hoje o resultado do retiro profissional realizado no centro de treinamento do ex-zagueiro Oscar. A primeira prova de fogo para saber se o Furacão manteve o embalo de antes da parada do campeonato brasileiro será contra o motivado Flamengo, que não ganha de ninguém no nacional, mas vai muito bem na Copa do Brasil. Para este jogo, o técnico Levir Culpi deverá manter a mesma formação que passou pelo Cruzeiro, na última rodada. O encontro está programado para as 18h, em Volta Redonda.

“Convivemos juntos, os trabalhos foram muito proveitosos, o CT do Oscar é maravilhoso, propicia um trabalho adequado, repouso e alimentação na medida certa”, analisa o treinador atleticano. Para ele, não era o momento de dispersar o elenco nessa parada. “Estamos vindo de um bom momento e precisávamos disso, até porque o CT do Caju recebeu uma turma de estrangeiros e a mobilização não seria a mesma ficando em Curitiba”, aponta.

Mesmo com toda essa preparação, Levir mantém a cautela e pede muito respeito ao rubro-negro carioca. “O Flamengo é uma equipe de muita tradição e quando ganha cresce muito”, analisa. O treinador se refere ao resultado sobre o Vitória (1 a 0, em Salvador), pela Copa do Brasil. Para ele, o time de Abel Braga deverá manter o esquema 3-5-2. “Eu penso que ele vai manter o 3-5-2, mas uma ou outra coisa pode ser alterada e o Athirson pode voltar”, revela.

Por sua vez, Levir também tende a manter o mesmo esquema tático. Ele ainda tinha a esperança de contar com o meia Fernandinho, mas o departamento jurídico do clube optou pela não atuação dele. O jogador deveria cumprir suspensão automática contra o Cruzeiro, mas estava convocado e não apto a jogar pelo Atlético, conseqüentemente, não poderia cumprir suspensão. Para não criar problemas futuros no tapetão, preferiu-se por deixá-lo de fora.

Sem Fernandinho, o Furacão mantém o mesmo time que derrotou o Cruzeiro. O técnico atleticano só deverá divulgar a escalação da equipe momentos antes da partida. Em Águas de Lindóia, Levir testou algumas variações, com o time no 4-4-2 ou 4-3-3, mas deverá ficar mesmo no 3-5-2. “São opções que a gente precisa testar para usar nas partidas, mas não há nada definido ainda”, finaliza.

***

O técnico do Flamengo teve problemas para escalar a equipe. O meia Zinho não se recuperou de uma entorse no tornozelo esquerdo e está sem condições de atuar. Abel ainda não escalou o substituto do experiente jogador, por ter duas opções para o meio-de-campo.

A tendência é a de que Felipe, que vinha atuando no ataque, seja recuado para o meio-de-campo e a dupla ofensiva seria formada por Jean e Negreiros. Mas o técnico do Flamengo também pode optar por escalar o meia Juliano e não alterar a formação de atacantes, com Felipe e Negreiros.

CAMPEONATO BRASILEIRO

FLAMENGO X ATLÉTICO

Flamengo

– Júlio César; Reginaldo Araújo, André Bahia, Fabiano Eller e Roger; Da Silva, Douglas, Ibson e Felipe; Jean (Juliano) e Negreiros. Técnico – Abel Braga.

Atlético – Diego; Marinho, Fabiano e Rogério Correia; Raulen, Alan Bahia, William, Jádson e Marcão; Washington e Dagoberto. Técnico: Levir Culpi

Súmula
Local:
Raulino Oliveira (Volta Redonda)
Horário: 18h
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Assistentes: Ivaney Alves de Lima e Renilson Nunes Freire (SE)