Lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas seis pontos, e vindo de três derrotas consecutivas, o Atlético Goianiense só pensa em reabilitação diante do Santos, neste sábado, às 19 horas, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, pela 11.ª rodada. Mas a principal novidade para este difícil compromisso é a volta do atacante Walter, que estará no banco de reservas.

Treinando em separado desde o último dia 17, o atacante voltou a ser relacionado pelo técnico Doriva. De acordo com o preparador físico Jorge Soter, a recuperação do atleta foi resultado do seu próprio comprometimento, principalmente no controle da alimentação. Mas ninguém confirmou o peso atual do jogador, que sempre sofreu com a balança.

Mas o retorno de Walter na lista de relacionados não é uma passagem direta para o time titular. Everaldo, seu concorrente direto pela vaga, vem um bom momento mesmo com os maus resultados. Por outro lado, o volante Igor segue tratando um problema muscular e continua vetado, situação parecida de Júnior Viçosa, que passou por uma pequena cirurgia no dente e ainda não está apto a atuar.

Doriva sabe que não há tempo para ficar lamentando, porém reconhece que é preciso somar pontos já. “Não podemos deixar os concorrentes ao rebaixamento se distanciar. Nós jogamos mesmo os últimos três jogos e perdemos, mas apresentamos uma evolução. Agora temos que vencer”, comentou. O técnico comentava as derrotas, todas pela contagem mínima, para o Atlético Paranaense, em casa, depois fora diante do Palmeiras e do Vasco.

A esperança é que o fator campo faça a diferença. Os seis pontos somados em 30 disputados foram conquistados no estádio Olímpico Pedro Ludovico – contra Ponte Preta e Avaí.

A diretoria confirmou nesta sexta-feira a contratação do atacante Jefferson Nem, de 21 anos, do Náutico, e confirmou que após não acertar com o lateral-direito Joazi, também do clube pernambucano, pode voltar à carga junto ao Santos para reaver Matheus Ribeiro, que no ano passado sagrou-se campeão da Série B com a camisa atleticana.