Foto: Valquir Aureliano

Artilheiro Alex Mineiro é destaque do ataque atleticano, hoje.

O Atlético faz hoje à tarde, em Cianorte, sua estréia ?pra valer? no campeonato paranaense. A primeira rodada da segunda fase é encarada pelos jogadores como o início de um novo, e muito mais difícil, desafio. E nada melhor que largar com uma vitória fora de casa sobre o Leão do Vale.

?Todos estão dizendo que o campeonato começa agora. Só as equipes mais qualificadas ficaram e o bicho vai pegar. Estamos preparados para buscar uma vitória?, diz o goleiro Cléber, revelando qual vai ser o espírito do grupo atleticano esta tarde.

O objetivo rubro-negro é justificar em campo o favoritismo na briga por uma das duas vagas nas semifinais. ?Não se pode negar que o Atlético é favorito a uma vaga, mas isso tem que ser colocado em prática dentro de campo. Penso que vamos classificar, mas todas as equipes são iguais?, alerta o zagueiro Marcão.

O xerifão do Furacão lembra que cada ponto conquistado pode fazer a diferença na hora da decisão. ?Agora, começa tudo do zero. Mas sabemos que para a próxima fase os pontos conquistados agora e na primeira fase vão valer. É importante somar o máximo de pontos para garantir a classificação e também a vantagem numa final?, ressalta Marcão.

Mais uma vez, o rubro-negro vai a campo com força total. O técnico Vadão confirmou a mesma equipe que arrasou o Iguaçu por 8 a 0, no último domingo. Mas mesmo com Alex Mineiro, Denis Marques e companhia no gramado, o Cianorte também tem que se preocupar com o banco de reservas.

O atacante Pedro Oldoni, que mais uma vez fica como opção entre os suplentes, já ganhou fama de carrasco do Leão. Em 2006, no mesmo estádio Albino Turbay, ele marcou duas vezes na goleada atleticana por 5 a 1, em sua estréia como profissional. Este ano, Pedro repetiu a dose na Arena, na vitória do Ventania por 3 a 0.

Justamente contra o Cianorte, time pelo qual o artilheiro começou a mostrar seu faro de gol, em 2004 e 2005, antes de se mudar para o CT do Caju. ?É uma equipe difícil de jogar, principalmente porque o jogo é lá em Cianorte e a torcida apóia muito a equipe. Deveremos encontrar muito calor e o campo não é tão bom quanto o da Arena?, avisa Pedro.

Além da briga por um lugar nas semifinais, o Atlético também busca a tranqüilidade para mirar em objetivos maiores. Uma vitória em Cianorte deixa o Furacão sossegado para se concentrar na Copa do Brasil. Amanhã, o rubro-negro parte do interior direto para Salvador, onde enfrenta o Vitória, na quarta-feira.

CAMPEONATO PARANAENSE

2ª Fase – 1ª rodada

CIANORTE x ATLÉTICO

Cianorte

Danilo, Daniel, Diego, Montoya, William Pomarola e Fernadinho; Haroldo, Miquimba e Canhoto (Marcelo Lopes); Didi e Marquinho.

Técnico: Cláudio Tencati

Atlético

Cléber; Jancarlos, Danilo, Marcão e Michel; Erandir, Alan Bahia, Evandro e Ferreira; Denis Marques e Alex Mineiro.

Técnico: Oswaldo Alvarez

Súmula

Local: Albino Turbay (Cianorte)

Horário: 16h

Árbitro: Héber Roberto Lopes (FIFA)

Assistentes: Ildefonso Trombeta e Wilson Aparecido Brito