O presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, Mário Celso Petraglia, passou pela terceira cirurgia em apenas dez dias na noite desta sexta-feira (27), no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. O dirigente precisou fazer uma intervenção corretiva de uma fístula intestinal pós-operatória e o procedimento foi um sucesso segundo o médico Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo, o mesmo que operou recentemente o presidente Jair Bolsonaro.

“O motivo desta nova cirurgia foi que o intestino teve um rompimento, provavelmente por algum esforço que ele fez, que rompeu o intestino e passou a secretar o suco entérico, que começou a causar graves problemas na parede intestinal, o que necessitou a abordagem cirúrgica com limpeza e curativos especiais”, afirmou o médico, em entrevista à rádio Banda B.

Mário Celso Petraglia seguirá em observação no hospital e a expectativa é de que haja uma evolução no seu quadro clínico. Por isso, não há qualquer previsão de alta. Até porque, segundo o médico, uma outra cirurgia será realizada no dirigente neste domingo (29). “É para fazer uma nova limpeza e trocar esse curativo todo. Vamos fazer isso durante algum tempo, até que haja condições de abrir tudo, costurar o intestino e ele possa voltar para casa”, explicou.

O médico Antonio Luiz Macedo (dir.), que operou Petraglia. Foto: Reprodução/Facebook/Veja SP
O médico Antonio Luiz Macedo (dir.), que operou Petraglia. Foto: Reprodução/Facebook/Veja SP

Mário Celso Petraglia deu entrada no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba, na terça-feira retrasada, dia 17. Foi realizada uma cirurgia de emergência para desobstrução de aderências no intestino. No sábado, dia 21, ele voltou a ser operado e seguiu em observação. Não houve uma melhora e, por isso, o próprio presidente atleticano pediu para ser transferido para São Paulo para ouvir uma nova opinião sobre o seu caso.

O caso não é simples e requer todos os cuidados possíveis a partir de agora. Ainda segundo o boletim médico do hospital, Petraglia está bem e reagindo bem ao procedimento. As próximas horas serão importantes para que os devidos cuidados sejam tomados e para que o presidente apresente uma melhora no seu quadro clínico.

“Primeiro vamos esperar que fique completamente curado. Vamos ter uma série de cuidados com ele, quando pudermos fazer o fechamento completo da região, aí podemos pensar em alta do hospital. Mas isso vai demorar um pouco ainda, pois havia muita infecção no local, que foi toda retirada. Vamos fazer curativos até que esteja tudo bem e o intestino seja normalizado e colocado dentro do abdômen”, finalizou o médico.

Mais do Furacão:

+ Time não terá novidades para enfrentar a Chapecoense
+ Agüero fala em jogar no Athletico e vídeo viraliza
+ Tiago Nunes diz ter ‘vergonha alheia’ de arbitragem