enkontra.com
Fechar busca

Athletico

Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

Caldeirão ferveu

Jogadores do Athletico ressaltam força da Arena e domínio diante do Jorge Wilstermann

Furacão dominou os bolivianos e adotou uma postura agressiva do início ao fim na goleada por 4×0

  • Por Luiz Ferraz
Bruno Guimarães e Renan Lodi destacaram postura do Furacão diante dos bolivianos. Foto: Albari Rosa

A Arena da Baixada e o fator casa devem ser um dos grandes trunfos do Athletico na Libertadores deste ano. Na noite de quinta-feira (14), o Furacão fez jus ao seu grande aproveitamento no Joaquim Américo na competição internacional em anos anteriores, goleou o Jorge Wilstermann por 4×0 e somou três pontos importantes na luta para chegar à próxima fase. Foi o primeiro de três jogos seguidos do Rubro-Negro em casa e que, certamente, serão decisivos para o time de Tiago Nunes chegar nas oitavas de final do torneio.

“Como jogamos em casa, temos que impor nosso jogo. Os jogos em casa serão fundamentais. Precisamos ganhar em casa para ter uma classificação tranquila. Conseguimos impor nosso ritmo e deu tudo certo”, apontou o volante Bruno Guimarães.

+ Leia também: Aumento do preço do ingresso diminui público do Furacão

O lateral-esquerda Renan Lodi só não fez chover na Arena da Baixada na goleada sobre os bolivianos. O camisa 12 foi o principal homem de frente do Furacão, deu assistência e ainda marcou um dos quatro gols do Athletico. O jogador elogiou a atuação do Rubro-Negro, sobretudo pela imposição em campo diante do adversário.

“Foi um grande jogo. Nossa equipe estava precisando desta vitória. Lá na Colômbia ficamos um pouco abaixo, mas fizemos uma grande atuação diante do nosso torcedor e teremos três semanas para nos prepararmos para o próximo jogo. Nós pressionamos a equipe, foi um bombardeio total e os gols foram saindo naturalmente”, emendou o lateral atleticano.

+ Mais na Tribuna: Athletico goleia no primeiro jogo em casa na Libertadores

O próximo compromisso será nada menos do que contra o Boca Juniors, no dia 2 de abril. Serão quase três semanas de preparação para o Athletico, quem sabe, fazer valer de novo o fator casa e emplacar mais uma vitória e que lhe garantiria a liderança do Grupo G da Libertadores. “Sabemos que contra o Boca será um jogo muito difícil, mas temos que entrar ligados igual jogamos hoje”, lembrou o meia Tomás Andrade.

Renan Lodi foi o grande nome do Furacão. Lateral só não fez chover na Arena. Foto: Albari Rosa

Renan Lodi foi o grande nome do Furacão. Lateral só não fez chover na Arena. Foto: Albari Rosa

O armador, inclusive, fez seu primeiro gol pelo Athletico diante do Jorge Wilstermann, mas comemorou a oportunidade de voltar a jogar durante os 90 minutos. Mais do que isso, o argentino teve uma boa atuação e um papel importante no meio de campo atleticano na goleada sobre o time boliviano.

“Estou muito feliz pela oportunidade de jogar os 90 minutos. Isso para mim era muito importante e estou feliz pela vitória e pelo primeiro gol com esta camisa”, concluiu o camisa 8 do Furacão.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

3 Comentários em "Jogadores do Athletico ressaltam força da Arena e domínio diante do Jorge Wilstermann"


Luciano Ribas
Luciano Ribas
5 meses 6 dias atrás

Ganharam de um time do nível dos da suburbana e acham que são o Barcelona já

Tom Redblack
Tom Redblack
5 meses 7 dias atrás

Como é feliz o torcedor do Athletico, 2 jogos 12 gols, enquanto prosperamos como time e instituição, outros estão ha uma hora dessas fazendo cotação nos materiaIs de construção pra saber preço de folha de eternit e preguinho pra tapar um pequeno estrago HIHIHIHIHIHI

ivan  hancharek
ivan hancharek
5 meses 6 dias atrás

eu eu eu o coxa se …. deu mal

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas