Com um a mais desde o começo da primeira etapa, o Athletico ficou apenas no empate com o Atlético-GO por 1 a 1 no estádio Olímpico, em Goiânia, pela 17ª rodada do Brasileirão, e segue na zona de rebaixamento da competição. Zé Ricardo abriu o placar para os goianos ainda no primeiro tempo. No segundo, Léo Cittadini deixou tudo igual após boa assistência de Nikão.

Com o resultado, o Furacão sobe para a 17ª posição com os mesmos 16 pontos do rival Coritiba, mas fica na frente pelo saldo de gols. Já são cinco jogos sem vencer na competição.

O Athletico volta as atenções agora para a Libertadores. Na próxima terça (20), o duelo é diante do Peñarol, no Uruguai, às 21h30, pela última rodada da fase de grupos da competição. O Furacão já está classificado. Pelo Brasileirão, o próximo jogo é contra o Grêmio, no próximo domingo (25), às 18h15, na Arena da Baixada.

>> Tabela e classificação do Brasileirão

A primeira etapa foi marcada por cartões e pelo VAR. Aos 18, Willian Maranhão deu um tapa no rosto de Carlos Eduardo fora do lance e foi expulso direto. Com um a mais, o Athletico não aproveitou a superioridade numérica e sofreu para criar chances. Na mais perigosa, Kayzer errou a finalização na segunda trave após cobrança de escanteio.

>> Cristian Toledo analisa empate do Athletico

Já o Atlético-GO manteve a pressão e, aos 22, Zé Roberto foi derrubado por Pedro Henrique na área e o árbitro assinalou pênalti. O bandeira acusou impedimento e na revisão do VAR o lance foi anulado. O árbitro de vídeo também entrou em ação aos 37. Éder foi expulso após entrada forte em Carlos Eduardo, mas o VAR acionou e o árbitro retirou vermelho e aplicou apenas amarelo para o zagueiro. Com dez em campo, o Dragão foi para o ataque e abriu o placar aos 45’, com Zé Roberto. O atacante mandou de peito para o fundo das redes após cruzamento de João Victor.

>> Confira como foi o jogo entre Atlético-GO e Athletico

Na segunda etapa, Nikão voltou a campo após mais de um mês longe dos gramados e mudou a partida. Aos 15’, o atacante tocou na medida para Léo Cittadini mandar para o fundo da rede e deixar tudo igual. Ele ainda levou perigo em uma finalização rasteira que parou em Jean. O Furacão teve chance de sair com a vitória, mas a bola de Bissoli acertou a trave.

Ficha técnica

Brasileirão 2020
17ª rodada
17/10/2020
Atlético-GO 1 x 1 Athletico

AtléticoGO: Jean; Dudu, João Victor, Éder e Natanael; Marlon Freitas, Willian Maranhão e Chico (Matheus Frizzo); Janderson (Arnaldo), Matheus Vargas (Matheuzinho) e Zé Roberto (Hyuri). Técnico: Eduardo Souza.

Athletico: Santos; Léo Gomes (Fabinho), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Wellington (Richard), Christian, Léo Cittadini e Ravanelli (Bissoli); Carlos Eduardo (Nikão) e Renato Kayzer (Geuvânio). Técnico: Eduardo Barros.

Gols: Zé Roberto, aos 45’/1T; Léo Cittadini, aos 15’/2T.
Cartões amarelos: Wellington, Léo Gomes, Léo Cittadini, Abner, Geuvânio (CAP); João Victor, Éder, Matheus Vargas (ACG).
Cartão vermelho: Willian Maranhão (ACG).
Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico (Goiânia).
Árbitro: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro.
Assistentes: Jean Marcio dos Santos e Vinicius Melo de Lima.

Veja os melhores momentos do jogo:

+ Mais do Furacão:

+ Athletico confirma o retorno de Paulo Autuori
+ Clubes usam redes sociais e se aproximam dos torcedores na pandemia


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?