Sem futebol por causa da pandemia do novo coronavírus, o Athletico concedeu férias para funcionários e comissão técnica do futebol.

O pessoal foi comunicado nesta quarta-feira (25) e o expediente para, inicialmente, por 15 dias. As férias podem ser prorrogadas por mais 15 dias, dependendo da avaliação do clube sobre o calendário, segundo apurou a reportagem. O Furacão já estava todo em home office desde a semana passada.

+ Podcast De Letra: Petraglia é o maior personagem da história do Athletico?

O elenco profissional também deve entrar em férias nos próximos dias, mas a oficialização ainda depende do acerto entre a Comissão Nacional de Clubes (CNC) e a Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf). Por enquanto, os jogadores foram liberados dos treinos para ficar em isolamento em suas casas.

Caso não exista um consenso até quinta-feira (26), a CNC avisou que os clubes darão férias coletivas conforme autorizado na Medida Provisória 927, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no último dia 20 de março.

+ Bruno Guimarães faz apelo por mudança de regra nas Olimpíadas

As entidades também discutem uma possível redução de salários dos jogadores durante o tempo de paralisação dos campeonatos. A negociação, atualmente, está na ordem de 25% de redução. A medida é vista como necessária para minimizar as perdas dos clubes durante a crise, mas rechaçada pelos atletas.

+ Mais do Furacão:

+ Rafael Greca descarta usar Arena como hospital durante pandemia
+ Quem passou e quem está de recuperação no “vestibular” do Athletico
+ Athletico busca zagueiro que atua na Universidad Católica, do Chile