A África mandará um time de peso para a Copa do Mundo no Brasil. Depois das favoritas Costa do Marfim, Nigéria, Gana e Camarões garantirem classificação para a Copa do Mundo do ano que vem, a Argélia também confirmou seu favoritismo. Nesta terça-feira, no último jogo das Eliminatórias do continente, venceu Burkina Faso por 1 a 0 e também carimbou o passaporte para o Mundial.

Em 2014, a Argélia fará sua quarta participação numa Copa do Mundo. Único país do Norte da África a se classificar, os argelinos já estiveram nos Mundiais de 1982 (Espanha), 1986 (México) e 2010. Nunca passaram da primeira fase e, em nove jogos, só venceram duas vezes.

Em decadência no começo deste século, a Argélia só conseguiu se classificar para duas das últimas cinco edições da Copa Africana de Nações. Parou na primeira fase na edição deste ano, na África do Sul, e foi quarta colocada em 2010, em Angola. Até então a equipe havia se classificado para todas as edições entre 1980 e 2004.

Número 32 no ranking da Fifa, a seleção argelina deu sorte no sorteio dos playoffs. Cabeça de chave (eliminou Mali, 41.ª do ranking, na fase de grupos), pegou adversário mais fraco que os rivais.

No jogo de ida, Burkina Fasso, que buscava sua primeira classificação para uma Copa do Mundo, venceu em casa por 3 a 2. Mas, nesta terça-feira, a Argélia contou com sua torcida em Blida e venceu com gol de Bougherra, zagueiro do Lekhwiya (Catar), aos 4 minutos do segundo tempo.

A maior parte dos atletas da seleção da Argélia atualmente jogam no futebol francês, país que colonizou a Argélia. O principal jogador do time é o meia Sofiane Feghouli, do Valencia.

CLASSIFICADOS – Com as definições dos africanos agora restam apenas seis vagas no Mundial a serem preenchidas. Os outros 22 países já assegurados na competição são os seguintes: Brasil (país-sede), Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Bélgica, Itália, Alemanha, Holanda, Suíça, Rússia, Bósnia-Herzegovina, Inglaterra, Espanha, Estados Unidos, Costa Rica, Honduras, Irã, Coreia do Sul, Japão e Austrália. México e Uruguai estão muito perto da classificação.