O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, vê a partida desta quarta-feira, em Turim, na Itália, diante do Olympiacos, da Grécia, pela segunda rodada da Liga dos Campeões da Europa, como uma oportunidade para que o time se recupere do início ruim no Grupo D do torneio – os italianos foram derrotados por 3 a 0 pelo Barcelona, na Espanha. O treinador também afirmou que não tratará os gregos como adversários menores por ter menos tradição no cenário continental.

“Não estamos em condições de subestimar o jogo de amanhã à noite (quarta-feira). Os nossos adversários são rápidos, mas temos disposição para apenas um resultado. Amanhã começa de verdade a nossa vez. E devemos começar com sucesso”, projetou o comandante do clube italiano na conferencia de imprensa oficial antes do confronto, nesta terça.

Massimiliano Allegri também revelou algumas alterações na equipe, especialmente no meio de campo. O treinador italiano adiantou na conversa com os jornalistas que deverá compor o setor com o bósnio Pjanic e o francês Matuidi. “No meio de campo estamos cobertos. Também temos Betancourt que poderá entrar com o jogo em andamento, pois que Khedira realizou somente dois treinamentos e ainda não está preparado (para voltar ao time)”, finalizou.

Já o zagueiro Andrea Barzagli, que formará dupla defensiva com Sturaro, demonstrou entusiasmo para a sequência do clube na competição e garantiu que o elenco pretende aprender com os erros cometidos nas derrotas sofridas para o Barcelona em edições anteriores do torneio – em 2015, os dois clubes fizeram a final da Liga dos Campeões, vencida pelos espanhóis.

“No ano passado, enfrentamos o Barcelona em duas rodadas. São diferenças notáveis, mas esses desafios nos permitiram neste ano aprender como a Liga dos Campeões é jogada. Aprendemos com os nossos erros. A Liga é feita de episódios e de sorte”, avaliou o defensor italiano.