Alex tem proposta milionária
do Fenerbahce da Turquia.

Belo Horizonte – O Cruzeiro já negocia a contratação de um substituto para o meia Alex, que não vai continuar no clube mineiro após o término de seu contrato, dia 30 de junho. Dois jogadores brasileiros que atualmente defendem times espanhóis estão na mira da diretoria: os armadores Rodrigo Fabri, do Atlético de Madrid, e Djalminha, do La Coruña. As negociações com Fabri estão mais adiantadas, de acordo com o vice-presidente de futebol, Zezé Perrella.

“Eu diria 80% acertado. Nós temos a palavra do Rodrigo, que a prioridade é do Cruzeiro e as bases salariais já foram praticamente acertadas. Então, estou muito otimista que nós vamos ter o Rodrigo aí, para o lugar do Alex”, disse o dirigente, antes de embarcar para Paris, onde integra, a convite da CBF, a delegação da seleção brasileira que amanhã enfrenta a França, amistoso que faz parte das comemorações pelo centenário da Fifa.

Ontem, em entrevista à Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, o dirigente admitiu que o clube também tem interesse por Djalminha. Um empresário do jogador entrou em contato com a diretoria do Cruzeiro informando que o atleta tem interesse em jogar no Brasil assim que terminar a temporada espanhola.

“É um jogador que qualquer clube gostaria de ter”, destacou Perrella. No entanto, segundo o dirigente, o Corinthians também tem interesse na contratação do meia. “Eu soube que o Corinthians está negociando com ele.”

Perrella admite que o Cruzeiro tem pressa para definir o substituto da camisa 10, já que Alex disputará poucas partidas pelo clube até o final de seu contrato.

Turcos querem ver futebol de Alex ao vivo

AE

Belo Horizonte – O destino mais provável de Alex é o Fenerbahce, da Turquia, que desde o ano passado apresentou uma proposta para tirá-lo da Toca da Raposa. A eliminação do clube mineiro da Libertadores precipitou o anúncio de sua saída.

Em tom de despedida, Alex afirmou antes de se juntar ao grupo da seleção, que desta vez espera repetir na Europa, o sucesso obtido no futebol brasileiro. Há cerca de dois anos, o meia teve uma passagem frustrada pelo Parma, da Itália.

Segundo o vice-presidente do Cruzeiro, Alex tem propostas que significam “a redenção financeira dele”. “O Alex só tem mais 45 dias até o final de junho e são várias convocações nesse período. O Cruzeiro tem com ele muito pouco tempo.

Ele tem sido o grande maestro do time, é um camisa 10 que seguramente vai fazer falta”, disse Perrella.