Com o Palmeiras perdendo para o São Caetano por 1 a 0, no ABC paulista, coube ao atacante Alan Kardec iniciar a rápida reação alviverde, que culminou com a vitória de virada por 2 a 1, nesta terça-feira. Com um belo gol no início do segundo tempo, em que passou por cinco adversários até invadir a área e marcar, o jogador festejou bastante.

“Reconheço que foi um gol bonito, mas tem hora que a bola sobra e você dá de bico, enfim, o importante é marcar e isso eu tenho conseguido fazer, ajudando minha equipe e todos estão de parabéns pela vitória”, disse Alan Kardec. “Eu peguei a bola e fui passando em velocidade pelos jogadores que apareciam na minha frente, mas não sei exatamente quantos foram. Com certeza foi um dos gols mais bonitos que marquei na minha carreira”, declarou.

Sobre o jogo, Alan Kardec considerou que o Palmeiras dominou mais a etapa inicial, apesar da virada ter acontecido no segundo tempo. “No primeiro tempo nós tivemos muita posse de bola e tentamos fazer muitas tabelas curtas. Criamos bem, mas não tivemos êxito nas finalizações. Já o segundo tempo foi um jogo mais rápido e equilibrado, mas fomos felizes em marcar os gols e virar a partida”, analisou.

A mudança de postura no segundo tempo também foi destacada pelo técnico Gilson Kleina. “No primeiro tempo nós não estávamos competindo, nossa equipe ficou vulnerável. Já no segundo viramos com muita força”, avaliou o treinador. Para o volante Wesley, os gols antes dos 15 minutos foram decisivos. “Tivemos calma para analisar nossos erros. Fazer gols rápido nos ajudou a ter tranquilidade”.