O paraense Michel Pereira chama a atenção dentro do UFC por seu estilo de luta peculiar. O atleta é, sem dúvidas, um dos mais performáticos na organização. Com ele, o show é garantido.

No último fim de semana, o brasileiro voltou aos holofotes com uma vitória dominante sobre o russo Zelim Imadaev, pelo UFC Vegas 9. “Foi uma luta sensacional, gostei muito da minha performance, mas tenho muito mais pra mostrar lá dentro”, disse o Demolidor ao Direto do Octógono.

Na base do tapa

Além do domínio amplo, Michel chamou a atenção por cuspir em suas mãos e acertar tapas no rival no meio do combate. Segundo o brasileiro, isso aconteceu por conta de uma atitude do russo no dia anterior.

“Ele me deu um tapa na pesagem, não foi legal, falei que iria descontar na luta e fiz isso pra ele aprender a não fazer mais essas coisas”, ressaltou o paraense, que recentemente se mudou para Las Vegas para ficar mais perto do ‘trabalho’.

“Las Vegas está sendo sensacional por ser um lugar muito top, creio que vou me dar muito bem”, frisou.

Agora, Michel aguarda por um novo convite do UFC e já mira rivais de peso para o futuro. “Estou com muita vontade de lutar contra o Jorge Masvidal, seria um grande combate, os fãs e o UFC ganhariam com isso. Seria muita porrada. Não sei como o UFC vai analisar isso. Caso não seja ele, pode ser o Anthony Pettis ou o Nate Diaz”, concluiu.