A vitória sobre o americano Donald Cerrone, na madrugada do domingo, em Las Vegas, nos Estados Unidos, voltou a colocar o nome do irlandês Conor McGregor em evidência dentro do UFC. Mesmo estando atrás de outros nomes na categoria dos leves, o ex-campeão deve ter uma nova chance contra o atual detentor do título, o russo Khabib Nurmagomedov.

Em outubro de 2018, McGregor não conseguiu quebrar a invencibilidade do campeão e foi finalizado no quarto round. Desta vez, o irlandês chega embalado por uma grande performance no UFC 246. Em apenas 40 segundos, o Notório emplacou uma saraivada de golpes que deixou Cerrone sem reação.

“O Donald não tem muitas defesas para certos ataques e o chute alto foi um que pude acertar. Dividi cage com muitos homens, e ele esta lá entre os melhores. Essa é minha luta 12 e ele tem quase três vezes mais”, disse McGregor, que após a vitória deu um abraço na avó do adversário em um momento marcante.

Pela frente agora, o irlandês possui quatro possibilidades. A primeira delas é a revanche com Khabib. E McGregor quer isso na casa do rival. “Eu amo a Rússia, amo os russos, fui lá recentemente, eles são apaixonados por MMA. Eles me apoiam, gostam do meu uísque, têm bom espírito… Que lugar incrível. Adoraria lutar lá”, frisou.

View this post on Instagram

O @TheNotoriousMMA 🇮🇪 lançou a braba 😂 #UFC246

A post shared by UFC (@ufc_brasil) on

A segunda via é um novo encontro com Floyd Mayweather no boxe. “Ele é um cara engraçado, vamos ver o que acontece. Você sabe que ele gasta dinheiro fácil, então ele está longe de estar aposentado. Vamos ver se essa revanche acontece”, declarou.

Outras possibilidades seriam a trilogia com o americano Nate Diaz e uma disputa do título dos meio-médios contra o nigeriano Kamaru Usman. Com 31 anos, uma coisa é certa. Conor McGregor ainda tem muita lenha pra queimar e muita grana pra embolsar.