Todos sonhamos em atingir a liberdade financeira, viver de renda e ter uma aposentadoria tranquila. Mas com a economia em recessão, desemprego, juros e inflação, os nossos sonhos parecem ter ficado bem mais distantes nos últimos anos. Podem até ter ficado um pouco, mas não há motivo para desespero, pois hoje vamos aprender a resolver nossos problemas com dívidas, inadimplência e pendências em geral.

Passo 1: Reúna todas as suas dívidas e seus valores em um caderno ou planilha.

Passo 2: Veja quais dívidas cobram mais juros e quais são as mais importantes em um contexto geral. Ex: IPTU é uma dívida ruim de se ter, mas com certeza é menos importante do que a dívida do cartão de crédito, pois essa última cobra juros absurdos. Faça um ranking de prioridades, partindo da maior taxa de juros para a menor.

Passo 3: NEGOCIE! Viver com pouco dinheiro é muito ruim, mas viver endividado é muito pior. Portanto, corte seus custos o máximo possível e veja quanto sobrará para quitar as contas atrasadas. Pode ter certeza que você não é o único a estar devendo no momento atual e muitas empresas também estão no vermelho em virtude da redução no número de negócios ou inadimplência de seus clientes. A primeira dica nesse sentido é: busque por descontos, isenção de juros e multas e parcelamentos das dívidas. Deixe claro que você quer pagar a conta, mas precisa que o credor lhe dê condições de realizar o pagamento. Comece ligando para o topo do seu ranking de taxa de juros. Resolva primeiro as dívidas que cobram juros maiores e depois as que cobram juros menores, conforme manda seu ranking de prioridades.

Passo 4: HONRE O COMBINADO! Você já listou suas dívidas, viu qual o espaço para os pagamentos e renegociou o máximo possível. Agora seja disciplinado e honre os compromissos firmados.

DICA EXTRA 1: Para resolver sua vida financeira, cancele seu cartão de crédito. Por mais que isso pareça estranho, é crucial para que tenhamos disciplina e não façamos a bobagem de parcelar compras quando não temos dinheiro para paga-las. Compre quando tiver dinheiro e ponto final. Parcelamentos somente em última necessidade.

DICA EXTRA 2: Coloque todas as suas contas para vencer em um mesmo dia. Exemplo: se eu recebo no quinto dia útil do mês, que costuma ser entre os dias 7 e 9, coloco TODAS as minhas contas com vencimento no dia 10. Assim eu pago tudo logo que recebo, não atraso nenhuma evitando pagar multa e juros e se sobrar, invisto um pouco e gasto o restante.

O grande segredo para se ter noites tranquilas é pagar as contas antes de fazer compras. Lembre-se disso!