Os turistas que estiverem nas cidades-sede da Copa do Mundo podem aproveitar a estadia para conhecer os Roteiros do Passaporte Verde, uma ação de sustentabilidade para a Copa que propõem um novo olhar sobre os destinos brasileiros. A publicação eletrônica convida o viajante a tornar o passeio autêntico, seja pelo contato respeitoso com a natureza, a degustação de pratos regionais, a vivência com culturas tradicionais ou mesmo pela experiência de percorrer um trajeto a pé, contemplando a percurso. O programa é uma parceria do MTur com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), os ministérios do Meio Ambiente, Esportes e do Desenvolvimento Social. Os roteiros variam de meio turno a dois dias.

Entre as sugestões de destinos do Passaporte Verde está a Ilha do Mel, localizada a 130 quilômetros de Curitiba (PR). O passeio, com duração mínima de dois dias, coloca o turista em contato com a natureza preservada, a gastronomia local e os nativos. Entre os dias 20 a 30 de junho acontece a tradicional Festa da Tainha, um evento comunitário em que a Tainha, peixe típico do local, aparece nas principais experiências culinárias, assado ou frito, na folha de bananeira.

Na própria cidade-sede de Natal, há um amplo mercado de artesanato. Lá está o maior shopping de artesanato do Nordeste, com mais de 300 lojas, com objetos confeccionados com materiais recicláveis.

O portal do Passaporte Verde também oferece dicas para planejar uma viagem sustentável. Há, por exemplo, orientações de como manter uma alimentação balanceada à base de alimentos naturais, preparar uma mala sem excessos e valorizar o que há de melhor na natureza sem prejudicá-la.