Fechar busca

Paraná

Caminho das pedras

Saiba o que fazer se tiver os documentos roubados

Diariamente os correios recebem 500 documentos que estavam perdidos

  • Por Carolina Gabardo Belo

As agências dos Correios em Curitiba recebem em média 500 documentos por dia, que estavam perdidos e foram encontrados pela cidade. Destes, cerca de 200 são cadastrados diariamente no serviço de achados e perdidos, em que os dados ficam disponíveis no site da estatal para que sejam recuperados pelos titulares. Porém, o número de devolução não passa de 40 a cada dia.

Para Roberto Cordeiro do Nascimento, supervisor da agência dos Correios Marechal Deodoro, que centraliza a entrega dos perdidos, a razão para o baixo número da retirada dos documentos pelos seus donos é a desistência em continuar procurando. “Geralmente a pessoa pesquisa uma vez e não procura mais. Tem que pesquisar todo dia”, comenta. De acordo com ele, apenas os documentos oficiais são cadastrados, como RG, CNH, CPF e carteira de trabalho, que ficam nos correios por até 60 dias após o cadastro e depois são encaminhados para os órgãos responsáveis, onde são incinerados. Carteirinhas de estudante, cartões de banco e outros não são cadastrados.

Caso o documento não seja encontrado por aí, o titular deve registrar um Boletim de Ocorrência (BO), para formalizar o extravio. A maneira mais cômoda de requisitá-lo é pela Delegacia Eletrônica, que em todo estado recebeu 134 mil solicitações em 2013. Nos primeiros dias deste ano, até a última sexta-feira, foram 871 ocorrências registradas. “A validade do documento é a mesma. A vantagem é a rapidez e a comodidade”, afirma o delegado titular Eduardo Marcelo Castella. Curitiba lidera a lista de municípios com mais registros, seguida por Foz do Iguaçu, Londrina e Maringá.

Além do BO, é recomendado ao titular do documento extraviado possuir também o protocolo de solicitação da nova via. “Pelo menos enquanto aguarda pode apresentar para justificar a ausência do documento original”, explica o delegado.

Procure

Ciciro Back
Documentação deve ser procurada nas agências ou na internet.

É possível verificar se o documento extraviado consta na relação do Instituto de Identificação. Os documentos encontrados ficam disponíveis por 60 dias e, caso não sejam retirados nesse período, são incinerados. Se o documento estiver no Instituto, é preciso comprovar a titularidade no momento da retirada.

www.institutodeidentificacao.pr.gov.br

Os correios também recebem documentos perdidos. No site é possível verificar se o material está na relação de achados e perdidos, onde ficam por 60 dias após o recebimento.

Além da opção virtual, também é possível conferir uma lista que é impressa todas as segundas-feiras e que fica disponível na agência da Avenida Marechal Deodoro, no centro da cidade. Para retirá-lo é preciso comprovar a titularidade e pagar uma taxa de R$ 4,00.

www.correios.com.br/servicos/achados_perdidos

Faça o BO

O Boletim de Ocorrência (BO) deve ser feito assim que identificado o roubo ou extravio do documento. É possível fazer o BO nas Delegacias de Polícia ou na Delegacia Eletrônica, em que são solicitadas informações sobre os documentos e o titular.

Na Delegacia Eletrônica, a solicitação é enviada pela internet e após alguns minutos o documento é, enviado por email. Por isso é importante preencher corretamente o endereço de email e desabilitar o filtro do spam, para que o email não seja bloqueado.

www.delegaciaeletronica.pr.gov.br

Cheques

A Serasa Experian (www.serasaconsumidor.com.br) também oferece o serviço de comunicação de roubo, furto ou perda de documentos. Caso tentem utilizar o CPF em alguma transação e o nome for consultado o estabelecimento comercial é avisado que se trata de roubo.

É possível fazer um alerta provisório, online, válido por dez dias úteis para documentos e três dias úteis para cheques. Para que o alerta seja definitivo é preciso apresentar o BO, que deve ser enviado à Serasa junto com um formulário de declaração. Para os cheques, o ideal é que os sustá-los junto ao banco.

Segunda via

Gerson Klaina
Segunda via da identidade deve ser feita no Instituto de Identificação.

Para refazer os documentos extraviados é preciso solicitar a segunda via junto aos órgãos responsáveis pela expedição. Em geral são cobradas taxas pelo serviço e as solicitações podem ser feitas pela internet ou os sites apresentam a lista de documentos necessários a serem apresentados.

Carteira de Identidade

www.institutodeidentificacao.pr.gov.br.
Taxa: R$ 22,58

Carteira de Habilitação

www.detran.pr.gov.br.
Taxa: R$ 63,62

Carteira de Trabalho

Orientações no site www.curitiba.pr.gov.br/servicos/cidadao/carteira-de-trabalho-e-previdencia-social-emissao/876

CPF

Orientações no site www.receita.fazenda.gov.br/PessoaFisica/CPF/CPFSegVia.htm

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas