Fechar busca

Paraná

IBGE

Curitiba é a terceira capital com maior ocorrência de bullying

Pesquisa aponta que 35,2% dos estudantes entrevistados já foram vítimas

  • Por Leonardo Coleto

A Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (Pense), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou Curitiba como a terceira capital com a maior ocorrência de bullying.

Segundo o estudo, 35,2% dos estudantes entrevistados afirmaram já terem sido vítimas desse tipo de agressão. Na capital, 70 mil alunos matriculados na 9.ª série do ensino fundamental de 44 escolas públicas e privadas foram questionados. Brasília (35,6%) e Belo Horizonte (35,3%) lideraram os casos.

O bullying é caracterizado como um comportamento que pode desencadear diversos tipos de violência. Ações caracterizadas como bullying têm como consequência a angústia, exclusão, humilhação ou discriminação da vítima.

Segundo Maria Leolina Cunha, coordenadora do Centro de Combate à Violência Infantil (Cecovi), crianças quietas, que se vestem de forma diferente, manifestam alguns traços de homossexualismo ou até mesmo se destacam pela intelectualidade são as principais vítimas.

“Sabemos que o bullying está presente em 100% das escolas públicas e privadas. Para evitá-lo é preciso uma política de conscientização. Deve-se identificar e trabalhar em cima da questão. Esses abusos causam sérios problemas no comportamento da vítima, tais como depressão e complicações futuras, pois a criança vitimada pode se tornar abusadora quando adulta”, ressalta.

Portanto, o bullying não acontece apenas em Curitiba. Segundo a Secretaria de Estado de Educação (Seed), a atuação contra esse tipo de violência acontece em três eixos de trabalho: formação continuada, ações interinstitucionais e elaboração de material pedagógico.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Secretaria Municipal da Educação (SME) afirmou que das 179 instituições de ensino, apenas 11 se encaixam no perfil da pesquisa. Por isso, a secretaria entendeu o resultado como inexpressivo para a rede. A SME disse, porém, estar preocupada e se prevenindo no combate ao bullying.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

11 Comentários em "Curitiba é a terceira capital com maior ocorrência de bullying"


Eduardo Silva
Eduardo Silva
6 anos 11 meses atrás

Bom dia a todos, Isso ja existe faz tempo o que mudou é o nome agora bullying, para mim os crianças estão cada vez mais dificil de educar coisas que os pais não fazem em casa deixam para os professores ou a rua educarem seus filhos. Isso tem q mudar

Rodrigo Marcos Amaral
Rodrigo Marcos Amaral
6 anos 11 meses atrás

Na minha opinião “bullying” é mais um tipo de preconceito da nossa sociedade.

Leandro Gervasio
Leandro Gervasio
6 anos 11 meses atrás

Hoje em dia não se respeita professores, familiares, não se respeita ninguém!!!!!!!! É filho xingando pai, é pai espancando filho e por ai vai!!! Dai que saem esses marginais mirins que estão em nossas escolas..

Leandro Gervasio
Leandro Gervasio
6 anos 11 meses atrás

O pais não educam seus filhos e esperam que a escola vai educar? Escola não ensina valores familiares, a boa educação vem de casa! Muitos pais são especialistas em achar culpados para cobrir seus erros, mas raramente assumem que o problema são eles

Street .
Street .
6 anos 11 meses atrás

Não é só problema da escola e sim dos pais também, tem que ensinar os seus filhos a respeitar e também a se impor, não deixar os outros pisar neles nada desse negocio tipo “se te derem um tapa, lhe de outra face”, façam os outros a lhe respeitar.

André Quintana
André Quintana
6 anos 11 meses atrás

Ter sido vítima de “bullying” (que palavrinha mais fdp) não justifica fazer a mesma coisa aos outros. E outra, quando criança já levei uns cascudos da mesma maneira que já dei uns cascudos e não morri por causa disso, são coisas da vida.

Marcos Paulo
Marcos Paulo
6 anos 11 meses atrás

Se as mãos da justiça não estivem amarradas por leis de segurança publica clonadas de paises da europa, estes pequenos diabinhos deveriam ser queiamdos em praça publica como na época medieval.

Célio Borba
Célio Borba
6 anos 11 meses atrás

– Curitiba é uma das capitais que mais tem moradores de rua também e sofrem cm a falta de ação social da Prefeitura Municipal que age com desrespeito aos direitos humanos destes excluidos da sociedade. Dentro do FAS a agressao come solta!

Marcoslec PR
Marcoslec PR
6 anos 11 meses atrás

de nada adiantará ficarmos debatendo aqui. Realmente é isso que acontece, as VITIMAS DE HOJE SERAO OS BANDIDOS E PEDÓFILOS DE AMANHÃ.
Os inúmeros casos de pedofilia que tenho acompanhado pela midia, são os abusados quando crianças.

Marcoslec PR
Marcoslec PR
6 anos 11 meses atrás

se persistir entrega a criança no Juizado de menores e tranca sua matrícula naquele colegio. Em sem essa pq é filhinho de papai, a lei tem de ser p/todos.
Mas se tiver um colegio c/uma direção fraca, q nao tenha nenhum observador, cont……

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas