enkontra.com
Fechar busca

BLOGS

Michelli Duje

Divã da Tribuna

Michelli Duje

Aqui vamos conversar sobre comportamento, relacionamentos e os conflitos que as pessoas encontram em sua vida.

Phubbing: você ainda não sabe o que é, mas pode estar estragando seu relacionamento

  • Por Michelli

Hoje em dia é muito comum ver pessoas reunidas mexendo várias vezes no celular enquanto estão conversando com amigos, familiares, esposo (a) ou com o namorado (a) (Existe até um termo em inglês para definir isso: Phubbing).  Esse comportamento pode se tornar um problema nos relacionamentos amorosos, porque o companheiro pode se sentir ignorado a cada “olhadinha” no celular, pensando que a sua presença não é considerada importante, sentindo-se não valorizado, porque afinal, em vez do namorado (a) prestar atenção e olhar para o parceiro, fica olhando para o celular a cada instante. Isso costuma gerar insegurança, ansiedade e irritação no companheiro, causando brigas e distanciamento do casal.

O celular não é um vilão, ele é muito útil, e se bem utilizado, facilita muitas coisas para a pessoa, poupando tempo, ajudando nas atividades do dia a dia . É prejudicial quando a pessoa não tem controle sobre o aparelho. O celular passa a ocupar um espaço maior do que deveria, atrapalhando a sua vida pessoal ou profissional. Nessas situações, o namorado (a) sente que “precisa” competir com o facebook, e-mails, WhatsApp… Quando a pessoa pega o celular, é motivo de brigas e desconfianças entre o casal.

A qualidade da relação do casal fica comprometida. O casal perde de ficar juntos, de aumentar a intimidade e a conexão emocional e física, o importante “olho no olho”.

Quem usa o celular com frequência precisa refletir:

– Será que uso o celular para me anestesiar e fugir dos problemas, distraindo a minha mente para não encarar aquilo que me machuca?

– Será que sou inseguro e sinto que preciso receber curtidas e aprovações no Facebook ou no Instagram para me sentir melhor? O que é real em minha vida? Será que me engano?

As pessoas que têm dificuldade em lidar com os seus sentimentos e com os acontecimentos de sua vida (como perdas, frustração, estresse, …) podem acabar “descarregando” suas angústias no uso excessivo do celular. Com maior autoconhecimento é possível encontrar o equilíbrio entre o uso de celular e a vida profissional, pessoal e amorosa.

Dicas para a pessoa que usa muito o celular:

– Estabeleça limites de uso do celular, não deixe ele a vista, guarde quando você estiver almoçando, trabalhando ou conversando com alguém.

– Selecione o que é realmente importante olhar, ler, responder, postar ou comentar nas redes sociais. Determine um horário e tempo para se distrair nas redes sociais com coisas que não são importantes (vídeos, fotos ou textos que são apenas para “relaxar”).

É indicado o acompanhamento com o psicólogo quando a pessoa não consegue diminuir o uso do celular e isso causa problemas na sua vida social, ou se depois de diminuir o uso de celular o casal continuar brigando.

http://www.michelliduje.com.br/

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas dos blogs

Diogo Souza

Direto do Octógono

Diogo Souza

Notícias sobre o mundo da luta. Tudo sobre artes marciais, MMA, UFC e outros campeonatos e eventos.

·

Opinião: Curitiba em alta no MMA

Claudia Silvano

Tribuna do Consumidor

Claudia Silvano

Dicas e análises sobre direitos do consumidor

·

Festas de final de ano e orçamento apertado

Tribuna do Paraná

Opinião

Tribuna do Paraná

Opinião da Tribuna sobre assuntos do cotidiano

·

O fogo e os moradores de rua

Últimas Notícias

Mais comentadas