Pedaços de pau usados para o crime
foram abandonados próximo ao corpo.

Um possível acerto de contas por causa de drogas resultou na morte de Luciano de Souza Ribeiro, 21 anos. O jovem, que era viciado em crack, conforme informou a polícia, foi assassinado a golpes de pedaços de pau e facadas e teve o corpo jogado em um banhado (canal extravasor do Rio Barigüi) na Rua Cora Coralina quase esquina com Rua Elis Regina, Vila Barigüi II, Cidade Industrial de Curitiba.

A Polícia Militar prestou atendimento à ocorrência por volta das 20h45 de domingo. Segundo policiais do 13.º Batalhão, ninguém no local quis comentar o fato, possivelmente temendo represálias. A única informação transmitida é que a vítima foi atacada por um grupo de rapazes.

De acordo com os levantamentos da Polícia Científica, Luciano foi morto no mesmo local onde o corpo foi encontrado. “Não houve desova”, informou io perito. Próximo ao cadáver foram localizados dois pedaços de pau sujos com sangue, possivelmente as armas utilizadas no homicídio. A vítima foi atingida principalmente na cabeça.

Investigações

Na Delegacia de Homicídios o caso está sendo investigado. De acordo com o superintendente Neimir Cristóvão, surgiu a informação de que a vítima estava devendo dinheiro para traficantes da região e por isso foi morta. Os assassinos – número de envolvidos não apurado – pegaram Luciano e o levaram até o banhado. Lá o espancaram com as ripas de madeira e depois o esfaquearam.

A polícia acredita que terá dificuldade para descobrir o nome dos envolvidos no crime, pois naquela região impera a “lei do silêncio” e grande parte dos moradores prefere não se envolver.