A rixa entre dois taxistas de São José dos Pinhais, quase acabou em tragédia na manhã de ontem, no ponto de taxi do Terminal Afonso Pena. Exaltado, João Queris, 52 anos, conhecido como “Cabide”, sacou um revólver calibre 38 e tentou resolver a briga na bala, acertando um tiro na barriga de Wilson Roberto Corrêa, 50, o “Lula”.

O local do crime fica perto do posto dos bombeiros e os socorristas do Siate chegaram rapidamente e encaminharam Wilson para o Hospital Cajuru. “Cabide” fugiu, mas deve se apresentar nos próximos dias. “Lula” foi submetido a cirurgia de emergência e passa bem.

Segundo o superintendente Roberto de Miranda, da delegacia de São José dos Pinhais, os dois taxistas tinham um acordo verbal sobre o horário que cada um poderia utilizar o ponto de táxi, mas nenhum o respeitava.

“Recebemos a informação que “Cabide” vai se apresentar nos próximos dias, acompanhado de um advogado. “Lula” também deve ser ouvido, assim que for liberado no hospital”, completou o superintendente.

Violência

Embora em circunstâncias diferentes, este é o terceiro caso de violência que envolve taxistas de São José dos Pinhais. Na quarta-feira da semana passada, o taxista Luciomar Fiel, 31 anos, foi encontrado morto, com um tiro na cabeça, dentro do veículo, no, bairro São Domingos.

O crime foi cometido por dois adolescentes que já estão apreendidos no Educandário São Francisco. No início do mês, Douglas Rodrigues, 50, foi executado com dois tiros no rosto, no Jardim Ipê. “Familiares confirmaram que era usuário de drogas e constantemente fazia corridas com o táxi para traficantes”, contou Miranda.