A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) prendeu ontem seis suspeito de roubos. Um dos detidos, Diwmar Francisco de Almeida, 27 anos, é apontado como o 15.º integrante de uma quadrilha de ladrões de residências de luxo, pega segunda-feira. O bando era investigado há quatro meses e a polícia tinha mandados de prisão emitidos contra os 15 suspeitos.

De acordo com o delegado Francisco Caricati, titular da DFR, além de traficar drogas, a quadrilha assaltava casas luxuosas do Ecoville, Campo Comprido, Barigui e Mossunguê. Entre os donos das residências havia desembargador, delegado e empresários. O bando também é investigado pelo latrocínio (roubo com morte) do neurocirurgião do Hospital Pequeno Príncipe Paulo Carboni Júnior, 54 anos, ocorrido no Mossunguê, em 19 de fevereiro.

Entre os presos estava Fabiano Rodrigues Ribeiro, 35 anos, acusado de furtos de veículos nas imediações do Hospital Marcelino Champagnat, no Cristo Rei. “Ele agia tanto na rua como dentro do estacionamento do hospital”, contou o delegado.