enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Operação Cartão Vermelho

Polícia prende 16 torcedores envolvidos em briga na Arena Joinville

Ex-vereador Juliano Borghetti se entregou por volta das 11h à Demafe

  • Por Fernanda Deslandes E Redação

A polícia prendeu, nesta quinta-feira (19), 16 torcedores em Curitiba e região, dois em Santa Catarina e um no Rio de Janeiro, dos 28 com mandados de prisão pela briga entre atleticanos e vascaínos na Arena Joinville, em 8 de dezembro. Um dos indiciados é Jorge Luiz de Oliveira, soldado da Aeronáutica, está preso no quartel do Cindacta II, Bacacheri, e outro o ex-vereador Juliano Borghetti, que se apresentou na Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe).

A Operação foi denominada Cartão Vermelho. “É para dar um basta na violência nos estádios”, explica o delegado Paulo Reis, da Divisão de Investigação Criminal de Joinville, em Santa Catarina. De acordo com ele, 40 envolvidos na confusão foram identificados por fotos, e 30 já estão oficialmente identificados. Os detidos foram transferidos para Joinville (SC), com exceção do soldado.

A Justiça determinou a prisão preventiva sob a acusação de associação criminosa, dano ao patrimônio público e prática e incitação de violência em estádios, crimes cujas penas são inferiores a oito anos de reclusão. A ação de cada um deles será reavaliada pelas imagens da confusão, e pelo menos sete poderão responder também por tentativa de homicídio.

Segundo o delegado Clóvis Galvão, titular da Demafe, alguns dos torcedores que tiveram a prisão decretada já estiveram presos por outros crimes, como roubos. Eles foram identificados com apoio da base de dados de torcedores envolvidos em tumultos, que consta na delegacia, bem como através de denúncias da população em vários blogs criados na internet e com apoio dos times, também interessados em punir os responsáveis pela barbárie.

Presos

Além de Borghetti e Jorge, entre os torcedores atleticanos presos estão Gabriel Almeida Ziemer, Guilherme dos Santos, Saratel Dias Lima, Thiago Cardoso Salvadori, Stevan Vieira do Silva, Rafael Enrique Marçal, Diony Eduardo Carneiro Milleo, Marcio José Pondele, Willian Batista, Agnaldo da Silva Reis, Daniel Gomes, Luiz Felipe Menegatti, Rodrigo Augusto da Silva, Thiago Paese Weber.

Alguns deles foram violentamente agredidos e até roubados durante a confusão. Willian é o rapaz removido de maca, gravemente ferido. Em Santa Catarina, foi preso um torcedor de cada time, e no Rio de Janeiro, apenas um dos dez vascaínos procurados, que foi identificado como Tiago Almeida Rosa Silva de Oliveira.

Todos os presos foram encaminhados para Joinville, onde prestarão depoimento.

Também foi encaminhado para ser examinado pela polícia catarinense, um computador recolhido durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na sede da torcida organizada Os Fanáticos, no Água Verde.

Trio

Antes da operação, três vascaínos estavam presos. Leone Mendes da Silva, de 23 anos, Arthur Barcelos de Lima Ferreira, 26, e Jonathan Santos, 29, foram detidos logo após a confusão e estão na Penitenciária Industrial de Joinville. Na semana passada, a juíza Karen Francis Schubert Reimer negou o pedido de liberdade provisória, argumentando que “é conveniente a segregação dos acusados para manutenção da ordem pública”. Eles foram indiciados por tentativa de homicídio, associação ao crime e incitação de violência.

Veja as fotos dos torcedores presos na briga em Joinville.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas