Parado quase em frente a sua casa, no Sítio Cercado, o pintor Jefferson José Saldanha, 35 anos, foi baleado na noite de quinta-feira. Atingido por cerca de sete tiros, o rapaz chegou a ser socorrido pelo Siate, porém não resistiu e morreu a caminho do Hospital do Trabalhador. O crime aconteceu na Rua Doutor Pedro Darci de Souza, no Bairro Novo A, pouco antes das 23h.

O assassinato está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, que já ouviu familiares de Jefferson. Foi apurado que, na quinta-feira, o pintor passou o dia trabalhando com o pai. No final da tarde, o pai se despediu do filho e voltou para casa, onde mora sozinho. Jefferson ficou mais algum tempo no serviço e, só no final da noite, voltou sozinho para sua residência, onde morava com a mãe. Quando chegava em casa, foi fuzilado.

Familiares informaram que Jefferson era uma boa pessoa mas, quando bebia, costumava arrumar confusão. Ainda de acordo com a família da vítima, ele não usava drogas, não tinha inimizades ou dívidas e também não foi roubado pelos atiradores.