enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

PIC faz novas denúncias contra policiais

  • Por Bia Moraes

A Promotoria de Investigação Criminal (PIC) protocolou mais duas denúncias contra policiais e funcionários públicos que trabalhavam em delegacias da Grande Curitiba. Anteontem, foi enviada ao Judiciário nova denúncia-crime contra a delegada Rosalice Carriel Benetti, os investigadores José Dias de Almeida, Ismael Paes Leite e Jair Teixeira e o advogado Gabriel Granado. Os policiais, que atuavam na Delegacia Antitóxicos da capital, são acusados de tortura e o advogado, de tráfico de influência.

De acordo com a denúncia, em agosto de 2002, Rosalice e os investigadores prenderam em flagrante cinco pessoas com maconha e ecstasy. Na delegacia, os policiais espancaram os detidos, para saber quem havia fornecido a droga a eles, submetendo alguns deles a sufocamento com saco plástico. O advogado teria dito que, mediante pagamento de R$ 6 mil à polícia, todos seriam liberados. Os parentes das vítimas não aceitaram a proposta.

Se forem condenados, os policiais podem pegar penas de dois a oito anos de reclusão, aumentada em um terço em razão de serem funcionários públicos.

Ontem, a PIC protocolou denúncia contra dois funcionários da Prefeitura de Fazenda Rio Grande que trabalhavam na delegacia local. João Carlos Ferreira e Márcio Eraldo Loiola Novaes são acusados de corrupção passiva. Segundo a denúncia, em novembro, Lauro Boffe teve seu carro furtado em Curitiba e descobriu que o veículo tinha sido depenado em Fazenda Rio Grande. A vítima teria indicado o local onde o carro estava aos funcionários, e eles teriam exigido dinheiro para apreender o veículo e levá-lo à delegacia. Como nada foi pago, os funcionários não fizeram o que seria seu dever: apreender o veículo e formalizar a apreensão.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas