Foto: Maurílio Cheli/SMCS
Foto: Maurílio Cheli/SMCS

Novas câmeras: ferramentas
para a segurança.

Em um mês de funcionamento, as novas câmeras de segurança do Centro registraram 100 ocorrências, que resultaram em 22 prisões. A maior parte das ocorrências, 41 delas, foi ligada a posse, consumo ou tráfico de drogas. No dia 29 de março, o prefeito Beto Richa entregou 22 novas câmeras no Centro e no Setor Histórico. "São equipamentos modernos, que já estão contribuindo para aumentar a segurança da população", diz Richa.

Entre as ocorrências registradas no primeiro mês pelas novas câmeras estão 5 ocorrências de furto ou roubo; duas por porte ilegal de arma; uma de vandalismo; uma de pichação; e uma de tentativa de furto, entre outros motivos.

Das 22 prisões, 14 foram ligadas a posse, consumo ou tráfico de drogas. Também houve 4 prisões por furto e uma prisão em cada ocorrência de encaminhamento de foragido da justiça, ameaça, desacato e tentativa de furto.

Os flagrantes foram registrados nas câmeras pelos guardas municipais do Centro Integrado de Monitoramento Eletrônico de Curitiba (Cimec), na praça Osório, que foi modernizado e ampliado. Das 22 prisões, 17 foram feitas por guardas municipais e 5 por policiais militares.

As novas câmeras foram instaladas nos seguintes locais: rua Dr. Muricy (2 câmeras), avenida Marechal Floriano Peixoto, rua Barão do Rio Branco, rua Marechal Deodoro (2 câmeras), rua Mariano Torres, praça Tiradentes (2 câmeras), praça José Borges de Macedo, rua Riachuelo (2 câmeras), rua Tobias de Macedo, praça Garibaldi (2 câmeras), Ruínas de São Francisco, rua Barão do Serro Azul, Largo da Ordem (2 câmeras), rua Saldanha Marinho e Terminal Guadalupe (2 câmeras).

O Centro conta ainda com mais 14 câmeras, que já funcionavam na rua XV. No último dia 12, a Prefeitura instalou 6 câmeras de segurança no parque Barigüi.

Além das novas câmeras, em março a Prefeitura instalou um Posto Avançado da Defesa Social no Largo da Ordem e um Núcleo de Proteção ao Cidadão no Passeio Público. O Posto é usado pela Guarda Municipal e o Núcleo, pela Polícia Militar.

Os novos equipamentos, com investimento de R$ 6 milhões, fazem parte do projeto Marco Zero, para revitalização da região central da cidade. As obras são de infra-estrutura, iluminação, revitalização de praças e restauração de dois prédios históricos, transformados em espaços culturais: a Capela Santa Maria e o antigo Paço Municipal. "É um pacote de ações que contribui para a segurança, pois gera mais movimento de pessoas e de turistas, em vários horários", diz o secretário municipal da Defesa Social, Itamar dos Santos.

Saiba mais:
Câmeras de segurança no centro de Curitiba já dão resultado
Parque Barigüi terá câmeras para segurança dos freqüentadores
Uma semana de câmeras e oito prisões relacionadas a drogas