Fogo inutilizou, pelo menos,
dois caixas eletrônicos.

Um andarilho com distúrbios mentais foi preso sob acusação de causar grande estrago na agência da Caixa Econômica Federal da Rua Mateus Leme, esquina com Travessa Pio XII, São Lourenço. Luiz Emílio Kaormann Júnior, 34 anos, teria quebrado e ateado fogo em máquinas de auto-atendimento do banco.

Assim que a destruição começou, o alarme da agência soou no Cope (Centro de Operações Policiais Especiais). Uma equipe foi ao endereço, à 1h de ontem, e obteve a característica do acusado do incêndio. Luiz Emílio foi encontrado perto dali e reconhecido por uma testemunha.

Doido

Visivelmente perturbado, o andarilho confessou ter queimado os caixas eletrônicos, mas não conseguiu explicar a razão. “Ele disse que quando bebe fica ?meio doido? “, relatou o delegado Marco Antônio Góes, que assinou o flagrante do preso. Luiz Emílio revelou ao delegado que enquanto esteve internado, em local que não soube precisar, ateou fogo em dois caminhões.

O andarilho disse ter queimado as máquinas com fósforo e montes de papel, mas a perícia da Polícia Científica vai apurar a suspeita de que algum combustível tenha sido utilizado, possivelmente a garrafa de cachaça apreendida com o detido. O Corpo de Bombeiros apagou o fogo, que destruiu totalmente pelo menos dois terminais eletrônicos. O Cope vai pedir à Justiça a remoção do preso a um manicômio. Luiz Emílio não tinha passagem pela polícia.