Mais um crime na invasão Terra Santa

Mais um crime manchou de sangue as ruas de chão da invasão Terra Santa, no Tatuquara. Às 15h de ontem, na Rua Getsemani, próximo à Rua Querubins, Amarildo Brito, o ?Mãozinha?, 27 anos, foi assassinado a tiros.

Como acontece em quase todos os homicídios da região, populares e testemunhas se negaram a dar informações sobre o ocorrido.

O soldado Costa, do 13.º Batalhão da Polícia Militar, lembrou que o crime aconteceu em frente a várias residências, no meio da tarde e, mesmo assim, ninguém viu o assassinato.

?Com certeza, havia muitas pessoas na rua, mas não colaboram com a polícia?, salientou. O receio de sofrerem represálias intimida a população e impede que os criminosos sejam identificados.

O pouco que pôde ser apurado no local foi que Amarildo seria morador do bairro, nas proximidades da linha do trem, e teria passagens pela polícia. Denúncias recebidas pela polícia dão conta de que ele estaria envolvido em homicídios recentes. Na tarde de ontem, ele teria sido abordado por cerca de cinco indivíduos, que atiraram e fugiram. 

Voltar ao topo