Uma quadrilha suspeita de explodir caixas eletrônicos na região metropolitana foi desmantelada pelo 17.º Batalhão da Polícia Militar, na noite de terça-feira. Seis homens e uma mulher foram detidos com um carro roubado, 200 pedras de crack, duas bananas de dinamite e um revólver calibre 38. Eles planejavam explodir um caixa eletrônico ontem.

A polícia chegou até a quadrilha a partir de investigação do serviço reservado, com apoio da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam). Eles descobriram a rotina dos membros e chegaram a uma residência, na Rua Santa Maria, no Jardim Adriana, em Colombo. “Encontramos na garagem um Meriva roubado no começo do mês”, explicou o tenente Johannes, da Rotam.

Mensagens

Na casa estavam Eduardo César Antônio, 24 anos, Carlos Alberto de Gimenez, 31, Eder Douglas Domingues Kanashiro, 25, Alisson Cléber dos Santos Oliveira, 22, e uma mulher, que não foi identificada. “Havia droga, uma arma e explosivos na residência”, afirmou o tenente. No aparelho celular de um dos indivíduos, havia uma mensagem com planos para explodir um caixa eletrônico no dia seguinte. Os cinco foram conduzidos à delegacia do Alto Maracanã.

Por falta de espaço na carceragem, os quatro detidos foram para a Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) e a mulher para o Centro de Triagem I, no centro de Curitiba.

Outros

Os suspeitos confessaram que guardavam mais objetos roubados em outra residência, no Tarumã, em Curitiba. “Nesta casa, encontramos dois rapazes e apreendemos um radiotransmissor da polícia, uma balança de precisão e mais drogas”, contou Johannes. Os dois indivíduos foram detidos e encaminhados ao Ciac-Sul, no Portão. De acordo com o tenente, dois integrantes da quadrilha são de São Paulo e fazem parte do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Veja na galeria de fotos os suspeitos.