A recomposição do quadro de delegados nos municípios do Paraná e a implementação de ações, com foco no cumprimento das metas da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) quanto à redução dos índices de homicídios, são alguns dos principais objetivos da gestão do delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (DPI), Julio Reis.

Há 18 meses à frente da divisão, o delegado ressalta que a Polícia Civil comemora uma série de avanços obtidos desde o ano passado, mas acredita que a recuperação do efetivo policial é um dos fatores que mais deverão impactar na atuação contra a criminalidade.

Assim que tomou posse na DPI, Julio Reis elaborou um estudo que versa sobre a ausência de delegados em mais de 200 municípios do Paraná. O estudo foi encaminhado ao delegado-geral, Marcus Vinícius Michelotto, objetivando repor a deficiência de delegados num primeiro momento em 30 comarcas.

O governo do Estado autorizou a realização de um concurso para 29 delegados, conforme decisão judicial, cujo edital deve ser publicado no próximo mês de junho.

“Além do exposto, já estamos de posse de um projeto para novos concursos para os próximos anos e a meta é atingir 200 delegados, o que irá suprir todas as deficiências que temos nesta área”, afirma Reis.

Enquanto isso não acontece, ele ressalta que a orientação da DPI converge no sentido de que deve haver uma somatória de esforços e uma subdivisão se irmanar a outra e com isso combater de forma efetiva a criminalidade.