Depois de um período de recesso, os membros do Conselho da Polícia Civil iniciaram nesta terça-feira (07) as atividades do órgão em 2012. Além de realizar as primeiras deliberações do ano, o conselho inicia o ano tendo entre as principais metas a implementação de medidas para agilizar as promoções e a aprovação de novos cursos de qualificação para policiais.

Ao abrir a primeira reunião do conselho, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius da Costa Michelotto, que também preside o órgão, afirmou que deve analisar com prioridade as questões administrativas que darão um novo rumo à instituição.

Michelotto também chamou a atenção para que haja coerência nas decisões do conselho. “Pedimos auxílio e a proteção divina para que possamos julgar da forma mais justa possível e possamos tomar de forma coerente as decisões que podem definir a vida profissional dos nossos policiais”, disse.

O ÓRGÃO – O Conselho da Polícia Civil é o órgão consultivo, normativo e deliberativo, para fins de controle do ingresso, ascensão funcional, hierarquia e regime disciplinar das carreiras policiais civis. Além do julgamento de casos que eventualmente chegam à Corregedoria Geral da Polícia Civil, entre as competências do Conselho da Polícia Civil estão a aprovação de regimentos internos das unidades policiais e outros atos normativos que definem a atuação da instituição.

O órgão também propõe medidas de aprimoramento técnico-profissional, além de deliberar sobre a promoção por merecimento do policial, por ato de bravura e para proposição de comendas previstas em lei.