Após semanas de investigações, policiais civis do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), coordenados pelo delegado Matheus Laiola, prenderam, na tarde da última quinta-feira (20), na Rua Rio Piquiri, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), uma quadrilha de colombianos que faziam agiotagem na região de Pinhais e Curitiba.

No local, os policiais apreenderam aproximadamente R$ 5 mil em dinheiro, além de dezenas de documentos com o nome das vítimas e o valor de quanto elas deviam. O que comprova o crime.

O lider da quadrilha, David Rivera Lopez, 27 anos, Daniel Rivera Garcia, 20 anos, Carlos Alberto Quintero Suellar, 40 anos e Carlos Arturo Morales Guapacha, 23 anos, foram presos em flagrante no momento em que se estavam no ponto de encontro, para realizar a contabilidade do dinheiro que foi cobrado das vítimas.

De acordo com investigações, a maioria dos membros da quadrilha vieram da cidade de Calí, na Colômbia e emprestavam dinheiro para brasileiros, cobrando posteriormente às vítimas de maneira ameaçadora, com juros diários por dia.

Durante os prazos das investigações, a polícia ainda não conseguiu identificar a origem do dinheiro que os suspeitos emprestavam. Todos confessaram o crime e alegam que foi a mando do suposto líder do bando, Lopez.

O quarteto respoderá por formação de quadrilha e pelo crime de usura (agiotagem). Todos estão presos e permanecem à disposição da Justiça. As investigações prosseguem.