enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Choque frontal mata um na PR-415

  • Por Bia Moraes
O air-bag do Clio chegou
a funcionar, mas não evitou
a morte de Joaquim Fernandes.

Um acidente envolvendo três carros, ocorrido no final da tarde de ontem, na Rodovia do Encanamento (PR-415) – liga Pinhais a Piraquara -, tirou a vida de uma pessoa, deixou duas gravemente feridas e provocou um enorme congestionamento na via, além de causar o capotamento de um veículo que afundou no Rio Iraí.

No local, morreu o vendedor Joaquim Fernandes, de 39 anos, que dirigia um Renault Clio, placas AKT-5749, de Curitiba, pertencente à concessionária Autovesa. Foram socorridos pelo Siate e levados para o Hospital Cajuru Adriane Gonçalves da Silva, 18 anos, e o pai dela, Luiz Antônio da Silva, 43, que dirigia a van escolar placas IIX-3169, de Piraquara. Teve mais sorte o condutor do Palio que caiu no rio. Edson Fagoneto, 41, foi resgatado ileso do veículo por ciclistas que passavam pela estrada.

O acidente ocorreu às 18h45, horário de pico em que a PR-415 fica bastante movimentada. De acordo com um gerente da Autovesa que compareceu ao local, mas não quis se identificar, o vendedor Joaquim Fernandes tinha saído da concessionária, que fica no Alto da XV, acompanhando um cliente que mora em Piraquara. O cliente ia na frente, dirigindo uma camioneta. Fernandes iria até a casa dele, onde deixariam a camioneta e voltariam juntos no Clio test-drive da Autovesa para a concessionária, onde fechariam negócio.

Ciclista

Pouco antes da ponte sobre o Rio Iraí, Fernandes, que estava sozinho no carro, já tinha perdido o controle do veículo uma vez e quase atropelou um ciclista. “Eu estava no acostamento e esse Clio simplesmente jogou pra cima de mim. Desviei rápido e quase caí da bicicleta. Ainda falei pra minha mulher: diringido desse jeito, esse cara ainda vai fazer besteira. Não deu outra, cinquenta metros pra frente aconteceu isso tudo aí”, relatou Eloir Rocha Firmino, desempregado, que ia para casa, na Vila Maria Antonieta, em Piraquara, e presenciou o acidente.

Logo depois desse incidente, Fernandes teria tentado uma ultrapassagem e deu uma “fechada” no Palio placa AKD-9378 conduzido por Fagoneto, que seguia na mesma direção. Com a manobra súbita, o motorista do Palio acabou atingindo a traseira do Clio. “Eu bati e perdi o controle do carro. Quando vi, estava dentro do rio”, contou Fagoneto.

Logo depois da batida na traseira, o Clio desgovernado cruzou a pista e bateu de frente na van escolar, que trafegava no sentido Piraquara-Pinhais. Mesmo com os air-bags acionados, Joaquim Fernandes morreu na hora, devido ao impacto da colisão.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas