e91220105.jpg

Operação simultânea reuniu 50 policiais.

Blitz contra a pirataria feita pela Polícia Civil no litoral do Paraná resultou na apreensão de 8.063 CDs, 1.251 DVDs, 1.631 cartuchos de jogos eletrônicos, 612 pares de tênis, um computador usado para a gravação de CDs e milhares de capas de CDs. Cinco pessoas foram presas pelo crime de violação de direito autoral. A ação foi comandada pelo delegado Luiz Carlos de Oliveira, coordenador da Policia Civil durante a Operação Viva o Verão no litoral do Paraná. "Estamos combatendo o crime em todas as esferas. Por trás de um CD pirata, por exemplo, existe a sonegação de impostos", disse o delegado.

Cinqüenta policiais participaram da operação. Eles se dividiram em três equipes para que a ação fosse realizada simultaneamente em diversos pontos de Caiobá, Matinhos e Ipanema. "Tomamos essa precaução para evitar que haja comunicação entre eles, porque as lojas geralmente são dos mesmos donos", disse Oliveira. O delegado-geral da Polícia Civil, Jorge Azôr Pinto, acompanhou toda a movimentação dos policiais do helicóptero cedido pelo governo do Estado para a Operação Viva o Verão.

Segundo Oliveira, o que mais chamou a atenção dos policiais foi a apreensão do computador usado para a gravação dos CDs. "Eles faziam as gravações aqui mesmo. Pirateavam os CDs durante o dia e os vendiam à noite", descreveu o delegado. O flagrante aconteceu quando os policiais perceberam a presença de vários caminhões estacionados atrás das lojas. Logo que a polícia começou a sair das lojas, percebeu que um rapaz entrou em um dos veículos. "Os policiais ficaram de campana e, quando ele saiu do caminhão, estava com o computador com capacidade para gravar até oito CDs por vez", contou Oliveira. O rapaz, de 17 anos, foi apreendido e encaminhado para a delegacia.