Foto: Alberto Melnechuky/Tribuna

Carro voou sobre gramado e quebrou a parede de supermercado.

Uma cena inusitada causou estranheza aos clientes de um supermercado no Santa Cândida e moradores próximos. Na noite de terça-feira, pouco antes das 21h, o juiz de direito aposentado Darci Gonçalves Bartapelle, 69 anos, seguia pela Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, no Santa Cândida, quando de modo inexplicado, invadiu a calçada, vôou sobre o gramado e a vegetação numa descida íngreme e terminou seu trajeto em uma das paredes da garagem do supermercado.

Um fato que causou dúvida nos policiais e curiosos é o modo como o veículo chegou até a parede do mercado, pois a grama e a vegetação não possuíam rastros de pneu. Tal fato leva a crer que o Toyota Corolla placa ALS-2596 tenha voado por cima da grama até bater na parede, ao lado de uma passarela de pedestres.

O porteiro do supermercado, Vanderlei Roberto, foi uma das primeiras pessoas a chegar ao local do acidente. Ele encontrou o juiz ainda com vida, com um profundo corte no rosto. Vanderlei e outros funcionários retiraram o homem do veículo e o Siate prestou o primeiro atendimento, mas Darci morreu em poucos minutos. Vanderlei ainda disse que a vítima não usava cinto de segurança.

Acidente

Mesmo sem ter testemunhado a colisão, moradores locais que se aglomeravam ao redor comentavam que o Corolla havia sido fechado por um caminhão. Já o porteiro Vanderlei acredita que o juiz tenha sofrido um mal súbito e perdido o controle do carro. No asfalto, havia uma marca de óleo indicando o possível trajeto do veículo. "Não dá para saber de onde ele veio, nem como foi parar aqui. Apenas acreditamos que o carro tenha voado, porque a vegetação em cima da grama está intocada. Também não acreditamos que ele tenha sido fechado por um caminhão, como o pessoal está comentando, pois logo que saíamos, em seguida ao barulho, não vimos nenhum caminhão por perto", disse Vanderlei.