Assassinado em matagal no São Braz

Mais uma desavença ligada ao tráfico de drogas resultou no assassinato do desempregado Antônio Carlos Bueno, o ?Cazunha?, 47 anos. Ele foi morto com cinco tiros, no final da noite de quarta-feira, em um matagal na Vila Cláudia, São Braz, na esquina das Ruas Tapiranga e Adelina Ferreira Müller. O corpo foi encontrado somente pela manhã, após buscas feitas por policiais militares do 12.º Batalhão.

Um amigo de ?Cazunha?, que não quis se identificar, contou que conhecia a vítima há bastante tempo. ?Nos últimos cinco anos, ele entrou no mundo das drogas e não conseguiu sair, mesmo com a ajuda de amigos e familiares?, disse. Antes de começar a fumar crack, ?Cazunha? era pintor e foi casado. Ultimamente estava desempregado e solteiro, morando nos fundos da casa de parentes.

Desentendimento

De acordo com o sargento Douglas, da PM, na noite de quarta-feira ?Cazunha? teria sido chamado até o matagal. O local é conhecido da polícia como ponto de consumo de drogas e várias ?batidas? já foram realizadas no local. ?Provavelmente houve desentendimento e ele levou os tiros?, relatou o policial. O homem foi atingido no peito, na barriga e na virilha.

Ao lado do corpo, uma latinha usada para fumar crack foi recolhida pela perícia criminalística. Segundo moradores, o crime, que será investigado pela Delegacia de Homicídios, aconteceu por volta das 22h, quando foram ouvidos os disparos.

Voltar ao topo