Um casamento de mais de 40 anos terminou de forma trágica às 12h30 de ontem, num luxuoso apartamento situado no 5.º andar do Edifício São Pablo, na Rua Silveira Peixoto, 330, na Água Verde. O aposentado Dilceu Hélcio Ferreira, 69 anos, assassinou sua mulher, a dona-de-casa Almeri Belache Ferreira, 65, com três facadas no peito. Em seguida, tirou a própria vida com dois tiros, um no peito e outro na cabeça. A cena aconteceu na sala do apartamento, próximo à porta de saída.

Uma moradora do prédio ouviu uma discussão seguida por disparos, vindos do apartamento dos vizinhos. Preocupada, ela telefonou para um dos três filhos do casal e avisou que escutou um barulho no apartamento, que parecia ser tiro. Imediatamente, o filho avisado foi até o local e deparou com a triste cena. Seu pai e sua mãe estavam mortos, estendidos na porta de entrada do apartamento. Próximos aos corpos estavam a faca utilizada por Dilceu e o revólver calibre 32.

Discussão

Durante a discussão, Dilceu golpeou a esposa. Em seguida, teria atirado contra o peito e a cabeça. A polícia não tem dúvidas de que ocorreu um homicídio seguido por suicídio. "Há provas materiais suficientes", resumiu o delegado Luiz Alberto Cartaxo de Moura, titular da Delegacia de Homicídios. Ele disse que Dilceu não bebia e era um excelente pai de família.

O real motivo da discussão não foi divulgado por policiais da Delegacia de Homicídios, que deverão instaurar inquérito para apurar o caso. Os corpos foram removidos ao Instituto Médico-Legal (IML), de Curitiba.