A campanha "Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania", da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, divulgou ontem (20) o 12º ranking da baixaria na TV. A novela Cobras & Lagartos, da TV Globo, foi a líder em número de reclamações, entre elas a de exposição de pessoas ao ridículo, discriminação, falta de caráter, vocabulário inadequado, apelo sexual e cenas de grande violência em horário impróprio.

Também há uma decisão judicial recriminando a novela. A decisão quanto à classificação indicativa da novela determina que a emissora não poderá reprisar a novela no horário de Vale a Pena Ver de Novo – faixa da programação em que são repetidas novelas antigas -, uma vez que o enredo da trama fere uma série de dispositivos legais, apresentando cenas de violência contra mulheres e animais.

O segundo lugar do ranking pertence a outra novela da Rede Globo – Páginas da Vida. As denúncias se referem às cenas de forte apelo ao sexo e à nudez. O programa Super Pop, da Rede TV, aparece novamente no ranking e ocupa o terceiro lugar, com reclamações de sexismo e pornografia, vocabulário impróprio e banalização da pessoa humana. Em quarto lugar ficou o programa Beija Sapo, da MTV. De acordo com as denúncias, o programa banaliza valores morais e vulgariza as relações humanas entre jovens e adolescentes.

A campanha recebeu mais de duas mil reclamações de telespectadores. O ranking contabiliza as denúncias de abril a novembro de 2006. Todas as denúncias foram analisadas pelo Comitê de Acompanhamento da Programação, que é formado por representantes de entidades que assessoram a Comissão de Direitos Humanos na campanha.

De acordo com o coordenador da campanha, deputado Orlando Fantazzini (Psol-SP), o ranking da baixaria na TV é um dos instrumentos que a sociedade tem para exercer sua cidadania em busca de uma mídia de qualidade.