Se para o bolso do consumidor a guerra de preços entre as grandes redes farmacêuticas de Curitiba e Região Metropolitana é um alívio, o mesmo não se pode dizer da saúde das redes de médio porte e das pequenas farmácias. Dados do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado do Paraná (Sindifarma) apontam queda de 25 a 30% no faturamento das pequenas farmácias em novembro. Nas duas últimas semanas, quando as redes Drogamed e Nissei intensificaram as promoções, as vendas caíram ainda mais: em torno de 50%, segundo o presidente do Sindifarma, David Guntowski. Na avaliação do sindicato da categoria, só há uma maneira de se conseguir descontos de até 48%: dumping.

?Estão praticando preços abaixo do custo?, afirma David, para quem o acirramento da disputa no setor tem como objetivo somente conquistar mercado. (Leia mais na edição de amannhã do jornal O Estado do Paraná)