O programa estadual Teleconsulta Trabalhista atendeu em fevereiro 434 ligações, 74% oriundas de Curitiba e Região Metropolitana, e 23,3% do interior do Paraná. ?Normalmente recebemos telefonemas de outros Estados também. Só no ano passado 1% das 6.988 ligações recebidas eram de outros lugares do Brasil?, revela o secretário do Trabalho, Emprego e Promoção Social, Padre Roque Zimmermann.

No ano passado, o programa registrou um aumento de 26% no número de atendimentos em relação a 2004. ?Esse número demonstra que o interesse dos cidadãos em se informar sobre seus direitos está crescendo?, salienta Padre Roque. Uma maior eficiência no trabalho dos oito acadêmicos de Direito que realizam a tarefa e do advogado trabalhista que supervisiona o serviço também é apontada pelo secretário como parte dos bons resultados do programa. ?Nossa função é simplesmente atender a população o melhor possível e de graça?, complementa ele.

Os assuntos mais abordados pelos usuários do Teleconsulta no mês passado foram rescisão de contrato (26,3%), alterações e registro em Carteira de Trabalho (21,2%) e remuneração (16,9%).

Criado em 1993, somente em 2002 o Teleconsulta passou a ter maior expressão, quando sua coordenação passou a ser responsabilidade da Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social, na Coordenadoria de Seguro-Desemprego.

Em 2004, a ação foi ampliada e passou a atender também por endereço eletrônico e pessoalmente. Foi também nesse ano que a iniciativa foi aberta para outros Estados, já que o Paraná é o único com esse tipo de serviço.