O núcleo Maringá da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), em parceria com a Polícia Rodoviária de São Paulo, apreendeu, no último sábado, um carregamento com cinco toneladas de maconha, 1.000 frascos de lança-perfume, dez pistolas Glock 9 milímetros e um fuzil 762. A carga estava escondida em um caminhão frigorífico que transportava carne de frango.

drogas-6
Tinha lança-perfume também no carregamento./Foto: Divulgação/Denarc

O motorista do veículo, Wilton Marques Algarte, e o carona, Marcos Paulo Franco Manzato, foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de armas de uso restrito. O condutor foi autuado, ainda, por apresentar carteira de habilitação falsa. Eles estão detidos na Delegacia da Polícia Federal em Marília, interior de São Paulo.

 

De acordo com o delegado que conduziu a investigação, Gustavo de Pinho Alves, a ação é resultado de uma investigação que começou há três meses e busca desarticular uma organização criminosa que atua no Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Espírito Santo. “Durante as investigações descobrimos que traficantes pretendiam fazer um grande carregamento com carga vinda do Paraguai, que passaria pelo Paraná e seguiria para o Rio de Janeiro e para o Espírito Santo”, disse.

A equipe de Maringá descobriu que dois traficantes de Cianorte haviam sido contratados para o transporte e a placa do veículo. “Pedimos auxílio à Polícia Rodoviária Estadual de São Paulo, que conseguiu interceptar o caminhão na cidade de Assis”, explicou.

No interrogatório, foi descoberto, ainda, que a droga foi carregada pela dupla na cidade de Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. O delegado reforçou a importância da troca de informações entre as forças policiais dos estados onde a organização atua e assegurou que o trabalho investigativo vai continuar, na busca pela desarticulação da organização criminosa.

drogas-5
Fuzil e pistolas Glock: armados até os dentes./Foto: Divulgação/Denarc