Uma mulher, de aproximadamente 45 anos, foi encontrada morta na tarde desta quinta-feira (6) em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), por crianças que voltavam da escola. O corpo estava deitado de bruços no final da Rua Coronel Romão Rodrigues de Oliveira, na Vila Militar. A região fica próxima ao complexo penal.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Segundo o superintendente da Polícia Civil de Piraquara, Job de Freitas, o homicídio só poderá ser confirmado após a perícia, mas no corpo da mulher há sinais de sangue no rosto e marcas de esganamento no pescoço, que podem ter sido feitas com o próprio cachecol dela. “A morte é recente, havia marcas no pescoço dela, como se quisesse tirar o cachecol. Pelo menos tudo indica isso no local. Principalmente porque policiais militares realizaram ronda na área, por volta das 10h desta quinta, e o corpo não estava ali. Só foi encontrado por volta das 14h. Ela é provavelmente do interior, mas ainda aguardamos identificação pelas digitais”, afirmou Freitas.

A informação foi confirmada por uma moradora da vizinhança. “Os meninos saem para a escola às 7h. Não havia nada. Nem na madrugada, pois a qualquer barulho os cachorros latem. Só pode ter sido nesse intervalo entre 10h e 13h. Os meninos iam jogar bola e um deles viu a mulher caída”, disse.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese da vítima ter realizado uma visita ao complexo penal. “Estamos levantando o nome dos presos para comparar com registro escrito na aliança da mulher. Ela estava com algumas joias, incluindo a aliança e os brincos. Pode ter sido passional”, conclui o superintendente.

Até o fim da tarde desta quinta-feira, não havia mais informações sobre o caso. O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML).

Atenção, motoristas! Linha Verde tem novos desvios pra conclusão de obras