São Paulo pode fechar a contratação de Dagoberto

O São Paulo está perto de acertar a contratação de Dagoberto. Com o atacante, já estaria tudo certo. O empresário do jogador, Marcos Malaquias, esteve ontem em São Paulo para finalizar a transação com a diretoria tricolor.

O problema é o Atlético Paranaense, que não estaria disposto a liberar o atacante para o Tricolor por ?rancor? – ainda estão abertas as feridas causadas pela transferência conturbada de Aloísio. ?O interesse no Dagoberto é antigo, mas acho difícil o Atlético aceitar o negócio, por todos os problemas que já aconteceram entre os dois clubes?, disse um diretor são-paulino, que pediu para não ser identificado.

O mesmo dirigente descarta a possibilidade de o São Paulo entrar em leilão por Dagoberto. Santos e Corinthians também têm interesse no atacante.

O maior problema foi com relação a Aloísio. O caso ainda está na Justiça e deverá ser julgado no início do próximo mês. Aloísio havia sido emprestado pelo Atlético ao São Paulo no fim do ano passado, mas não retornou ao clube paranaense conforme o combinado previamente. Ele alega que seu contrato já estava encerrado. O Atlético contesta. O caso envolveu ainda o Rubin Kazan, da Rússia, clube anterior de Aloísio.

Precavida, a diretoria do time tricolor procurou se informar sobre o condicionamento físico de Dagoberto, que ficou oito meses sem jogar por causa de uma lesão grave no joelho direito. Durante a recuperação, o atacante se desentendeu com a direção do Atlético Paranaense e tentou deixar o clube por meio de uma liminar na Justiça, mas não obteve sucesso.

Além de um atacante, o técnico Muricy Ramalho sonha com a contratação de um zagueiro, depois que perdeu o uruguaio Diego Lugano (vendido para o Fenerbahce, da Turquia) e Alex, que operou o tornozelo esquerdo e só voltará a jogar no ano que vem. Alex ficará no mínimo três meses sem contato com a bola.

Voltar ao topo