O parecer do deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP) contesta a reclamação do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) de que não foi dado a ele o direito de ampla defesa no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Cardozo entregou o parecer há pouco à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), instância responsável por avaliar o caso.

O deputado petista propõe que a representação de Jefferson deve ser desconsiderada. Em seu parecer, Cardozo também faz críticas ao comportamento dos advogados de Roberto Jefferson. Em reunião anterior do Conselho de Ética, os advogados de Jefferson qualificaram de "fascista" uma decisão anterior da CCJ.

"Proponho à comissão que remeta cópias das notas taquigráficas da última reunião do Conselho de Ética para a Procuradoria da Câmara dos Deputados, para que ela encaminhe uma representação à OAB para exame de eventual infração ética cometida pelos advogados, ao se pronunciarem de forma desabonadora pela posição assumida pelos membros da CCJ", afirma.