O PT vai hoje à TV pela primeira vez após a posse de Luiz Inácio Lula da Silva, em horário nobre, para comemorar “resultados” no cenário econômico do país e defender as reformas da Previdência e tributária. Os programas partidários, elaborados pelos Diretório Nacional e estaduais, terão 20 minutos de duração e serão veiculados das 20h às 20h20 nas rádios e das 20h30 às 20h50 nas TVs (horários de Brasília).

Durante o programa petista, o partido vai celebrar a vitória de Lula nas eleições e comentará mudanças positivas no cenário econômico após sua posse, como a queda do dólar e a venda de C-Bonds (principal título da dívida brasileira), negociados com valorização recorde (31,7% em 2003) na semana passada. Outro tema citado será o reajuste do salário mínimo, que passou de R$ 200 para R$ 240.

O tom da propaganda petista em relação aos indicadores econômicos será o mesmo utilizado por Lula em discurso na Igreja Matriz de São Bernardo do Campo, no dia 1§ de Maio. Na ocasião, o presidente festejou a queda do dólar, mas afirmou que ela “também não poderia baixar tanto”, porque prejudicaria as finanças do país -no caso, as exportações.