Depois das polêmicas declarações do presidente da MSI, Kia Joorabchian, que disse que Carlitos Tevez poderia deixar o Corinthians a qualquer momento por estar assustado com os recentes incidentes com a torcida, o procurador do atacante argentino, Adrián Ruocco, disse nesta segunda-feira (07) que o argentino seguirá atuando pelo clube.

"O incidente com a torcida (durante o empate com Fortaleza, no dia 22 de julho) deixou uma ferida. Por hora, ele segue. Mas irá analisar com sua família qual decisão irá tomar", disse Ruocco ao jornal argentino Olé. O agente também negou que tenha recebido alguma oferta de outro clube para contratar o jogador. "Não sei o motivo de Kia ter dito o que disse", completou.

No empate por 2 a 2 diante do time cearense, no Morumbi, o atacante foi vaiado pela torcida e mandou os corintianos da arquibancada calarem-se após marcar um gol. Quando saía do estádio, seu carro foi chutado por alguns torcedores que estavam no portão de entrada.