O Ministério da Previdência anunciou hoje a suspensão de mais 83 9 mil aposentadorias e pensões de pessoas que não fizeram o recadastramento de dados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Esse foi o nono edital de suspensão do ano. Somente em São Paulo, foram bloqueados 17,7 mil benefícios.

Os segurados que estão tendo os pagamentos suspensos perderam o prazo do recadastramento, apesar de terem sido convocados por cinco meses seguidos. Os benefícios suspensos, no entanto, ainda podem ser desbloqueados. Basta que o segurado compareça à agência bancária onde recebe o benefício, apresente um documento de identidade e o CPF e recadastre-se.

O governo federal iniciou o recadastramento no ano passado com o objetivo de descobrir fraudes ou irregularidades na concessão de benefícios visando reduzir o déficit do INSS. O censo só deverá terminar em julho de 2007.