A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) anunciou, nesta quinta feira (8), ter registrado ocorrência na Polícia Legislativa do Senado Federal contra o advogado Paulo Henrique da Rocha Louris Demchuk, para que a Polícia Legislativa encaminhe ao Ministério Público do Paraná denúncia criminal contra ele. A senadora disse que também vai entrar com ação civil na Justiça do estado.

Em Plenário, Vanessa contou que o advogado a agrediu verbalmente quando chegavam à capital do estado, Curitiba, na quarta-feira (31) – logo após a aprovação do impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff no Senado.

Segundo a senadora, o cidadão tentou “com violência extrema” tirar-lhe o celular das mãos, quando iniciou o registro de vídeo da agressão que estava sofrendo.

— Fiquei sabendo (depois) que ele concedeu várias entrevistas defendendo a possibilidade de hostilizar políticos. Veja a grande diferença: manifestação de opinião não significa agressão com palavras; não significa acusações vazias e muito menos física, porque eu fui agredida fisicamente por esse senhor, que espero que pague, pague, com toda a força e determinação da Justiça brasileira — declarou.

O presidente Renan Calheiros considerou “lamentável” a agressão sofrida pela senadora, classificando a atitude como “covarde, machista e antidemocrática”.

— Determino às instâncias administrativas do Senado Federal, em particular à Advocacia do Senado, que adote as providências legais para garantir a punição do agressor e a devida reparação à honra de Vossa Excelência e dessa Casa — afirmou.