O vereador assume interinamente o
cargo por 5 dias, até a volta do vice.

O vereador Fábio Camargo (sem partido) assume hoje interinamente a Prefeitura de Curitiba, em solenidade marcada para o início da tarde. Camargo toma posse no cargo beneficiado por uma série de coincidências.

O prefeito Cássio Taniguchi (PFL) viaja para o Japão e Estados Unidos, e o vice-prefeito Beto Richa (PSDB) embarca para o Chile. O presidente da Câmara Municipal, João Cláudio Derosso (PSDB), o terceiro na sucessão na Prefeitura, anunciou que está de licença médica. Camargo é o 1.º vice-presidente da Câmara.

Taniguchi embarca hoje para uma viagem ao Japão, com retorno previsto para 5 de junho. Beto vai a Santiago participar de um encontro de prefeitos. Ele representa o Brasil no debate sobre o desenvolvimento da Grande Santiago. Derosso disse que vai se submeter a uma cirurgia. Camargo fica na Prefeitura até a próxima terça-feira, quando Beto volta e assume o cargo.

Aliados

A posse de Fábio Camargo na Prefeitura faz parte de um processo de atração de aliados por Taniguchi, que já vem se desenrolando há algum tempo. A última tentativa de Taniguchi para agradar o vereador foi o convite para que o deputado estadual Mauro Moraes assumisse uma secretaria na prefeitura. Camargo é o suplente de Moraes na Assembléia Legislativa.

O deputado não aceitou trocar o mandato por um cargo na prefeitura e já anunciou que está deixando o PSC. Vai se filiar ao PL, na próxima segunda-feira (dia 2), em solenidade coletiva em Brasília com a participação do vice-presidente da República, José Alencar. Camargo também vai deixar o PSC. Aproveita a condição de prefeito em exercício para se filiar ao PP, um dos partidos que integram a base de apoio a Taniguchi.

O prefeito irá participar da 22.ª Conferência Mundial do Gás, de 1.º a 5 de junho, em Tóquio. A segunda parte da viagem de Taniguchi será em Washington, onde sua assessoria informa que ele tem reuniões no Banco Mundial e no Banco Interamericano de Desenvolvimento. A assessoria não informou os assuntos que o prefeito vai tratar em Washington.

O vice-prefeito Beto Richa não receberá o cargo porque também viaja nesta quinta-feira, para o Chile, onde representará