Brasília  – Os prefeitos encerraram ontem a 6.ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios com a promessa, por parte do governo federal, de que serão atendidas reivindicações como a retirada do Congresso do projeto de lei que regulamenta as políticas de saneamento. Com isso, fica garantida a titularidade dos serviços para as prefeituras e afasta-se a possibilidade de privatização nesse setor.

O ministro das Cidades, Olívio Dutra, conseguiu convencer o governo de que não vale a pena vender as empresas de abastecimento de água e saneamento, um negócio avaliado em cerca de R$ 40 bilhões. Ao mesmo tempo, os prefeitos obtiveram do governo a palavra de que os municípios vão ter participação nos serviços e na arrecadação pela inspeção veicular, prevista no Código de Trânsito e nunca posta em prática. Calcula-se que com a inspeção obrigatória anual de todos os veículos serão arrecadados cerca de R$ 2 bilhões.